Amigos á parte part Dj Abu(prod Paks) – Lasvih / Azvisoes

As votações foram encerradas

No dia 24/07/2020 divulgaremos a lista dos finalistas.

Nome: Lasvih / Azvisoes

Cidade/Estado: Sc-Florianopolis

Nome da Música: Amigos á parte part Dj Abu(prod Paks)

Letra da música:

Eu e ela ouvindo John Coltrane
Roteiro desse filme somos nos meu bem
Viajando o mundo e vivendo bem,
So tem os problemas do mundão também

Quero umas férias, so que amor trabalhar e tanta sujeira que antes de ti ver, tempo que limpar nega

Negócios são negócios, amigos á parte
Virei o jogo. Sem quem ta comigo, não curto baba ovo, não curtiu minha música, mas deu play de novo.
Liguei o Mathias eh, vai ter clipe novo.
To chato pra caralho, vão ter que me aturar,
Como Killa Bi, politico idiota nossa cota é ti matar.

Respeite-se, lei mais
Conheça-se, queira mais
Os “trampo” da sua “city” valorize mais,
“Tamo” no mesmo barco, não somos rivais.

To na mesma esquina da zona norte
Do jeito que ta indo, “tamo” zona forte
“Tamo” quebrando tudo,
Com pouco suporte,
Independente de marca, somos independentes, anote!

Eu e ela ouvindo John Coltrane
Roteiro desse filme somos nos meu bem
Viajando o mundo e vivendo bem,
So tem os problemas do mundão também

Arrumei as peças, o rei é meu
Nesse tabuleiro, que tu ti perdeu
Trabalham seu medo, sua insegurança
Vivemos de fato, controle, arrogancia

Expandi a “cachola” as conta aumentaram
Inspirei cartola meus versos rimaram
Acreditei em mim, coisas prosperaram
Drogas e afins, por todos os lados

O mundão ta louco
E é pouco o que eu faço
Desatando laços
Saindo do poço
Todo pouco é muito
Quem não teve nada
Agora o muito é pouco
E o “tambor” estrala
Cultura do funk
Perderam o soul
A revolta armada
Através do som
Quero igualdade!
E essas falsas crenças
Cortam mais cabeças
Que o Hannibal

Eu e ela ouvindo John Coltrane
Roteiro desse filme somos nos meu bem
Viajando o mundo e vivendo bem,
So tem os problemas do mundão também…

Copos pro alto comemore
Dominaremos em qualquer maré
Copos pro alto comemore
Navegaremos em qualquer maré

Ano da justiça
Já acertei minha cota
Na selva de pedre
Dominei minhas onças

Faço rap sujo
Com dinheiro limpo
Nesse mar de arte
Fiz o meu garimpo

Um bom malandro
Que foi pixador
Hoje suja beats
Com o mesmo amor

Um malandro vivo
Que não correu, ficou
Agradeço aos meus pais
Que nada faltou

E assim eu sigo
Então nã me siga
Também quero sifrão
E hora na minha sigla

Mas não se resume
Arte em umas sifras
Mesmo que eu sofra
Ponho aqui, minha vida

Dizem que menti,
Nunca na minha letra
Ja vendi drogas,
Desmontei bereta

Nada ganhei com isso
So arrumei pra cabeça
Se o jogo é do bixo
Acerto na cabeça

Derrubando inimigos
Tipo Balboa
Hit faço frick
Que nem bala boa
No meu bairro natal
Ainda a bala voa
Nem acredito em natal
Como o tempo voa
Mais uma pra conta
Em papel papiro
Ela fumo com isso
E se “pah” pirou

Olha a “sete galo” dos menino liso
Zn Floripa, ha é o terror