Cara Preta Não Dá Boi – DEEAMANTTE

As votações foram encerradas

No dia 24/07/2020 divulgaremos a lista dos finalistas.

Nome: DEEAMANTTE

Cidade/Estado: Diadema

Nome da Música: Cara Preta Não Dá Boi

Letra da música:

A nave é pesada, agita a quebrada
Ideia de responsa, a cada rima uma rajada
Detonando os inimigos se moscar 1/2 já foi
Cara preta não dá boi
Cara preta não dá boi

A nave é pesada, agita a quebrada
Ideia de responsa, a cada rima uma rajada
Detonando os inimigos se moscar 1/2 já foi
Cara preta não dá boi
Cara preta não dá boi

O beat é pesado, eu tomei de assalto
Nas ruas de asfalto, fazendo estrago
Causando impacto, com rap intacto
Lírica é pacto pra um som clássico
Toca nos carro peso no falante
Bem alarmante loko no rasante
Manifestante, bem confiante
A todo instante sou um diamante
Deeamantte, diferenciado
Diz o bang é loko o barato
De menos crime é fogo na bomba
Intenso o filme real negro drama
Quem sai da lama não quer mais voltar
Quem faz a fama só quer lapidar
Valor agregar, pra diferenciar
Sempre destacar, sem reverenciar
Nem vou explicar, nem vou desenhar
O porque de atirar, nem pedir pra matar
Quem quer me degolar, quem vem me ensinar
Qualquer hipocrisia que nem vai usar
A obra macabra não vou copiar
Da cobra do cabra pra envenenar
Sem abracadabra pra envergonhar
Sem hora marcada pra entrelaçar
Sem me preocupar em medir as palavras
Eu não sou brinquedo, eu não sou seu parça
Que compõe desgraça, decompõe de graça
Pra Deus não da graça, o bom só afasta
Arrasta o fel, depois não quer ser réu
Assina o papel, do contrato cruel
É torre de babel, que nem leva pro céu
Onde não há vitória e nem sabor de mel

A nave é pesada, agita a quebrada
Ideia de responsa, a cada rima uma rajada
Detonando os inimigos se moscar 1/2 já foi
Cara preta não dá boi
Cara preta não dá boi

A nave é pesada, agita a quebrada
Ideia de responsa, a cada rima uma rajada
Detonando os inimigos se moscar 1/2 já foi
Cara preta não dá boi
Cara preta não dá boi

Não vou desenhar, não sou Maurício, mas eu vou matar
Nem vem obrigar, nem poe teu vício, que nem vou pegar
Dane-se a ideologia, nem vou aderir
Não vai ser a sua minoria, eu não vou seguir
Meu tempo vai embora bem mais rápido que esse flow
Nem interessa o que já fui, mas o que importa é o que sou
Se for pra ser Pablo, seja Escobar
Ou seja o Neruda, pra filosofar
Cavalo de tróia tem nessa rima
Disfarce de jóia é carga explosiva
Desacredita é só no começo
Vc não vê mas eu pago o preço
Sem papo furado, poucas ideia
Só abre a boca quem quer ter platéia
Sentimento fake, que paga de reiki
Das visões da Raven, divisão nas redes
A ampulheta só sabe enganar
Areia da treta, pra acelerar
24 horas pra desperdiçar
Vinci pintou quadros pra arte marcar
Eu marco meu crime, meu modo escrito
O meu manuscrito jamais sera lixo
Já nasce um bicho, não será extinto
Instinto assassino, na guerra é sem riso
Aprende com isso ou vai padecer
Acende a luz do risco e comece a viver
Viver com razão e não pelo país
A pátria não é dona do meu nariz
Não me poe limite, música é a fonte
Jay Z muito money, jazz Nina Simone
Não tem super homem, não tem taurus colt
Mas tem microfone faz o corre Bolt

A nave é pesada, agita a quebrada
Ideia de responsa, a cada rima uma rajada
Detonando os inimigos se moscar 1/2 já foi
Cara preta não dá boi
Cara preta não dá boi

A nave é pesada, agita a quebrada
Ideia de responsa, a cada rima uma rajada
Detonando os inimigos se moscar 1/2 já foi
Cara preta não dá boi
Cara preta não dá boi