SENTIDOS – Alan Barros Santos

As votações foram encerradas

No dia 24/07/2020 divulgaremos a lista dos finalistas.

Nome: Alta Frequencia Rap

Cidade/Estado: Cordeiros

Nome da Música: SENTIDOS

Letra da música:

SENTIDOS

Autoria:
Akil – Alan Barros Santos

Ryã – Ryan Lincon Oliveira Neves

Vida bonita seu ego exige elogios
No entanto te agradeço por tê-la até agora
Sinto sua falta, me sinto meio frio
Minhas letras se arrependem por eu não joga-las fora
Mas até que faz sentido aguça meus sentidos alguns sons tenho ouvido só tem me perturbando
Convidativo vivo rumo ao precipício meu orgulho tá ferido meu coração destroçado
Perdoado talvez iludido
Rodeado porém isolado
Eu não sei o que aconteceu comigo realmente minha mente de repente deve ter mudado
É consequência do que vivo, do que vejo, do que penso, do que almejo, daquele maldito beijo
Consequência de tudo que não foi feito, desapego, bundas, peitos daquele bendito beijo
Hoje me vejo cansado, um mero moleque fútil, fugitivo das “responsa” inútil
Confesso te escrevi outro verso, só um pedaço daquele nosso universo sutil
A culpa pode até não ser minha mas me julgo como o maior responsável
A Esperança não morreu, ainda viva mas seu quadro desanima a situação é instável

Hoje eu vou tirar a noite para escrever amanhã tirar o dia para sorrir só espero enquanto isso não te ver pois se vir sei que de todos os planos vou fugir
Hoje eu vou tirar a noite para escrever amanhã tirar o dia pra fugir só espero enquanto isso não te ver pois se vir vai ser o meu melhor motivo para sorrir
Meu travesseiro insistir em sussurrar seu nome
Desse jeito sei que não vou conseguir dormir
Não sei bem o que sinto acho que pode ser fome ou o fato de estar te querendo muito aqui
Em minha memória passa vários flashes da tua boca
É impressionante como lembro de detalhes de sua roupa
Contínuo flutuando nas nuvens e sorrindo atoa
Já são 4 horas da manhã e meu travesseiro não cala a boca
Fecho os olhos e prevejo que vou ficar louco
Por conta desse seu perfume que exalando em meu corpo
Não sei bem o porquê de eu estar assim tão bobo
E está parecendo que meu ventilador tá soprando é fogo
Meu pulmão já entrou em chamar
Meu coração começa esquentar
Minha mente o reclama na tentativa de lhe resfriar
Essa batalha esta tipo chovendo granizo dentro de um vulcão
É guerra no paraíso tenho apreço e medo de onde pode dá essa situação
E com você do meu lado
Eu perco minha consciência
Fico todo “bugado”
Mas com a paz de Pedro Valencia
Melodia da chuva se encaixa
A lua ao fundo prateada
Você em minha cama pelada
Não preciso de mais nada.
Então avança
Vem na fúria tipo a Alemanha
Tira sua e pula em minha cama
Reclama se eu demoro
Se entrega e eu devoro
Concordo que as vezes eu sou meio inseguro
Mas curto o teu jeito
Me entrega teu beijo
Ai gata encosta aqui em casa
Sigilo, prometo, te pegar de jeito e hoje não precisa ser responsável por nada

Hoje eu vou tirar a noite para escrever amanhã tirar o dia para sorrir só espero enquanto isso não te ver pois se vir sei que de todos os planos vou fugir
Hoje eu vou tirar a noite para escrever amanhã tirar o dia pra fugir só espero enquanto isso não te ver pois se vir vai ser o meu melhor motivo para sorrir

Cordeiros – BA, 20 de Março de 2018.